quinta-feira, 22 de maio de 2014

Prostitutas reivindicam a classificação profissional do sexo




Esse assunto é polêmico e requer cuidado e a análise profunda. As prostitutas são mencionadas na Bíblia e há registro de que alguns patriarcas as usavam em determinados momentos de suas vidas. Abrindo-se o entendimento de que o ser humano tem o direito de fazer o que quiser com seu corpo, uma liberdade dada por Deus e a verdade pura de que tais mulheres não abandonam o uso natural criado por Deus. È de imaginar que o chamado " erro", julgado pela sociedade, está no pecado a cometer somente contra seus próprios corpos; entretanto, o homem, carente, que busca alívio físico e emocional, pratica o ato provocado pelos seus hormônios, e com ela peca também contra seu próprio corpo. Os caminhos da vida são complexos: os animais que trazem doenças são exterminados; mas, existem outros que não nos afetam e precisam daqueles para sobreviver, assim se forma a cadeia alimentar, e não se pode impedi-la, pois haverá momentos, criados pela carência nessa cadeia alimentar, que o próprio homem será caçado para satisfazer o desejo de se alimentar, uma presa em potencial para o predador. A PROSTITUTAS SÃO NECESSÁRIAS, eliminando-as criará uma confusão ainda maior do que já presenciamos, e não haverá assim alguns ADULTÉRIOS ou práticas homossexuais; mas uma cachoeira de hormônios mal usados. Que diremos: Deus errou? Não, mas o pecado do homem busca seu equilibro em um principio lógico e harmônico, ferindo menos os conceitos familiares, para fugir de males maiores. DEUS NOS AJUDE E TENHA MISERICÓRDIA DA RAÇA HUMANA AGINDO COM SUA GRAÇA EM CRISTO JESUS E RESGATANDO O HOMEM DESSA VIDA IMUNDA