sexta-feira, 29 de março de 2013

2.0 LÍNGUA PORTUGUESA - Classe, estrutura, formação e significação dos vocábulos




“O trabalho constante vence tudo.”

Partindo deste enunciado, procuraremos mostrar que a unidade de significação que é a frase pode ser subdividida em unidades significativas cada vez mais simples, até um limite além do qual a análise somente nos daria unidades desprovidas de significado, que são sílabas e fonemas.
Frase
O trabalho constante vence tudo

Sintagmas
nominal (1)
1

O   trabalho   constante
2

vence
3

tudo
verbal    (2)
nominal (3)
Vocábulos
O
trabalho
constante
vence
tudo
Unidades mínimas de significação ou morfemas
O
trabalh
o
constant
e
venc
e
tudo

Por agora, somente dois tipos de entidades linguísticas serão objeto de nosso interesse: as unidades  mínimas de significação, também conhecidas por morfemas, e os vocábulos.

Entendemos por sintagma uma unidade linguística dotada de significação, geralmente constituída de duas outras unidades significativas menores, sendo uma de ocorrência obrigatória (determinado) e a outra, facultativa (determinante). Nesse sentido, a maior parte dos vocábulos podem ser considerados sintagmas. Não é raro encontrar tais entidades definidas como sintagmas elementares, nos quais o radical opera como determinado e os demais elementos como determinantes. Da mesma maneira, uma frase é um sintagma o sujeito é o determinado e o predicado, o determinante. Vê-se então, que o sintagma é uma unidade de complexidade variável. O que, na frase acima, distinguimos como sintagma nominal pode sofrer a seguinte análise sintagmática.



Grupo
substantival
Grupo
adjetival
Sintagma nominal sujeito
Determinado
O trabalho

Determinante

constante
Determinado
trabalho

Determinante
O

Sintagmas vocabulares
Determinado
trabalh
constant
Determinante
o
e