quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

3.1 LÍNGUA PORTUGUESA (A CRASE E AS LOCUÇÕES)




A CRASE E AS LOCUÇÕES

 

O acento indicador da crase é obrigatório no “A” ou “AS” de  ...


a)      LOCUÇÕES PREPOSITIVAS (geralmente terminam pela preposição “DE”) formadas de substantivos  feminino: à cata de, à custa de, à força de, à espera de, à moda de, à procura de, às custas de...


b)      LOCUÇÕES CONJUNTIVAS (geralmente terminam pela palavra “QUE”): à medida que, à proporção que.

c)      LOCUÇÕES ADVERBIAIS  FEMININAS (tempo, modo e lugar): às vezes, às claras, às ocultas, à pressas, às tortas, à direita, à noite, à paisana...


Observação:

Nas locuções adverbiais (femininas) de instrumento, a crase é recomendável.
Obrigatória quando a clareza da frase assim o exigir. Eis algumas locuções de instrumento: à faca, à navalha, à unha.



A CRASE E OS NUMERAIS
1.      A CRASE É OBRIGATÓRIA  antes de numeral cardinal quando indicar hora determinada (e quando estiver precedido de artigo). Exemplos:
Cheguei ao colégio às oito horas.
Retornei de Londres às uma hora.
Assisti às duas sessões.

2.      NÃO HAVERÁ CRASE diante de numerais que rejeitem o artigo. Exemplos:
Assisti a duas sessões.
O ministro inicia visita a oito países.

3.   Quando se tratar de “dias de semana” iniciados por ordinal, haverá crase se for possível a substituição por AOS DOMINGOS. Exemplos:
Às terças-feiras, tenho aula particular.
AOS DOMINGOS, tenho aula particular.