quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

4.2 LÍNGUA PORTUGUESA (Regência Verbal)



 Regência Verbal

ASSISTIR
Pode ser:
a)     TRANSITIVO DIRETO (preferentemente) no sentido de “prestar assistência”, “confortar”, “ajudar”, “socorrer”:

         O médico assiste o doente.
                                    OD
O padre assiste o pecador.
Ninguém os assistirá.
“Deus bom, que assiste os coitados.” Ciro dos Anjos
         “Enquanto conservou os cabelos, assistiu-o Deus.” Vieira

b)     TRANSITIVO INDIRETO (com preposição “A”) no sentido de “presenciar”:
Não assisti à missa.
                         OI
Ele assistiu a uma cena horrenda.
“É como se o povo assistisse a um ofício divino.” A. Herculano
“Da janela da cozinha, as mulheres assistiam à cena.” Rachel de Queiroz.
O espetáculo a que assistiu foi maravilhoso.

Observação:
Neste caso, o verbo “assistir” recusa a forma pronominal LHE (S), só aceitando A ELE(S), A ELA(S):

Por que não assistes às aulas?
                                     OI
Por que não assistes a elas?
                                     OI

“Lá vão os frades celebrar um auto! Não serei eu que assista a ele.”                 A. Herculano

c)     TRANSITIVO INDIRETO no sentido de “favorecer”, “pertencer”.

Não lhe assiste o direito de reclamar.
        OI
 “O direito que assiste ao autor, de ligar o nome a todos os seus produtos intelectuais.” Rui Barbosa

d)     INTRANSITIVO (com preposição “EM”) seguido de adjunto adverbial de lugar. Neste caso tem o sentido de “morar”, “residir”.

O vereador assiste em Piraquara.
                                  A.A. LUGAR
“Sou obrigado por esta desgraçada posição de deputado a assistir mais algum tempo na capital.” C.C. BRANCO
“Assistiam os Apóstolos em diversos lugares.” Vieira

                “Os que vestem roupas delicadas são os que assistem nos palácios dos reis.” Figueiredo
RESUMO:

ASSISTIR

VTD(preferível) 
VTI (A)           
VI  (EM)
VTI                        
=  “ajudar”
=  “presenciar”
=  “morar”
=  “favorecer