domingo, 23 de dezembro de 2012

FELIZ NATAL: "o Natal RIGOROSAMENTE do Senhor Jesus!"



           
         Aproxima-se o Natal, o coração bate diferente, um aperto no peito anuncia a tristeza. Já sei que não vou ter o natal cheio de sonhos da minha infância. Sei que não vou encontrar meus pais e, ainda que quisesse, não vou encontrar alguns de meus irmãos. Sei que não vou ter um abraço sincero como era naquela linda época, haja vista que eu também estou tão distante e estou como morto. Não por inexistência do amor em minha alma. Mas sei que o distanciar  atrapalha a magia do amor. O amor esfria e morre, ainda assim nos amamos na certeza de vencer a falta de atenção, de carinho. A planta não regada e deixada ao sol vive e depois morre com gemidos da tortura da escolha. Nesse natal continuarei a buscar a diferença, o tão sonhado balsamo o refrigério da alma mesmo que seja por uns momentos.

        A dor que rasga a minha ama é continua e profunda; ao olhar para as ruas  vejo pais chorarem sem lágrimas, semblante de dor e a porta para o ódio. Os ouvidos doem e o cérebro se comprime sem suportar mais as melodias e os discursos de uma sociedade construída para os “mais fortes”, brancos e negros que se tornaram brancos pelo sucesso da arte ou alguma maestria em particular.

Começa mais uma festa, mais um ano, muitos sem teto, sem alimento, sem cobertor, sem carinho, sem parente, sem presente. Os olhos de suas crianças, seus filhos, não tem mais brilho, não tem esperança e ecoa a pergunta: POR QUÊ?  A dor sufoca a minha alma e grito para mim, no mais profundo onde eu possa estar e responder com a verdade límpida. Não consigo ajudá-los! Sou insuficiente em todas as formas, NÃO SOU O PAPAI NOEL!

Gostaria de assinar um papel, um documento, uma Lei, que estabelecesse a igualdade social para um Brasil onde todos fossem tratados como irmãos, independentemente de ser Cristão, por ter como CRIADOR o mesmo DEUS, apesar de várias cores de peles, de diferenças sexuais, brasileiros ou estrangeiros ganhariam o VERDADEIRO NATAL o NATAL DE TODOS OS DIAS o NATAL DE JESUS CRISTO; amor, paz, alegria e lugar a mesa para todos harmoniosamente.
       
            Com todo o  amor, que supera toda a dor, com altruísmo e com valor.
            A todos meus leitores: um FELIZ NATAL, o Natal RIGOROSAMENTE do Senhor Jesus!