segunda-feira, 6 de agosto de 2012

O caminho certo




O sujo passou a ser limpo,
E o limpo passou a ser sujo.
A mentira passou a ser verdade
E a verdade passou a ser mentira.
O justo agora é um homem errado,
E o homem corrupto agora é justo.
As pessoas honestas estão presas
E os homens criminosos estão soltos.
As adulteras vivem cheias de honras
E as conservadoras vivem sob suspeitas.
O juiz julga a favor do iníquo
E o povo sofre com o abandono.
O amor foi banalizado e esquecido,
O ódio cultivado e valorizado e justificado.
O Congresso Nacional é o retrato da decadência,
A mídia vende estórias indecentes,
Até as Igrejas Cristãs abraçaram a hipocrisia,
Onde está o amor sem mentiras?
O prazer na justiça só em discurso corruptor
E a cama sem mácula um vira agora um pesadelo.
Parece então a morte um único consolo,
Mas Deus fez o homem com coração,
Um coração independente e forte
Com alma capaz  de avaliar a emoção.
Assim consegue olhar para o céu
E vê que sua vida tem a grande salvação;
Vê também que ele não foi jogado ao léu.
Tem dentro dele uma esperança com porte!
Física, materializada em sua sofrida face.
Assim nesta frágil e fragmentada sociedade,
A sorte é traçada na vida dos oprimidos
E dos humildes de coração, para a ruína,
Pelos sistemas montados cujos autores são políticos.
Só o homem de coração forte e limpo

Poderá ver o Senhor Jesus Cristo e então se salvar.