sábado, 16 de junho de 2012

ECOLOGIA: Deus e o sistema ecológico






O homem foi criado como peça fundamental do sistema ecológico, porém as informações sobre essa raça privilegiada e o seu relacionamento com a natureza nos traz mais tristeza do que alegria; este sempre gostou de ver a praia, navegar, surfar e pescar, também gostou dos rios e florestas e só quis contemplar e tirar deles entretenimentos maravilhosos, mas infelizmente, também, os mais sórdidos possíveis. Julgando ser a natureza inesgotável e ser um abençoado por ter todas as maravilhas feitas por Deus em suas mãos. Isso é bom de mais, exclamou o homem!
Ao criar o mundo Deus fez o homem por último entre todos os animais, do céu, do mar, da terra dando-lhe a incumbência de cuidar e manter a ordem com poder sobre todos os seres vivos. A visão adâmica era ecológica e seu sentimento cheio de amor pela criação, pois sabia que assim fazendo agradeceria ao seu Criador todos os dias, de tê-lo dado além de uma semelhança com a sua deidade, deu-lhe também o prazer de ter uma linda mulher.
Não há registro na Bíblia, bem como em nenhum outro livro paralelo com mais de mil anos, que o homem rejeitasse a missão de cuidar da natureza, também não há registro de comportamento de prazer em exterminar os seres vivos. Haja vista que o homem no início nem comia carne. Entretanto, após o pecado e o único entendimento é de desobediência, pois a árvore comentada por religiosos não era uma macieira, ao contrário tinha um nome bem diferente dado por Deus; vejamos o extrato do capítulo 2 de Gênesis, vers. 17 “ Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.” Se a árvore tinha este nome e a ordem era esta, por que falam que é a maça o sexo proibido, e o começo do pecado? Há uma intenção de desvirtuar o texto sagrado, para dar lugar aos conceitos e as convenções sociais no início do segundo século dc. Veja neste mesmo livro que Deus fez um macho e uma fêmea, um casal. Por que desvirtuar o que Deus criou? Pois todos os sacerdotes sabem que o sexo só é pecado quando não praticado nos preceitos de Deus.

Quando falamos de cuidar da natureza estamos falando da base da espécie: a procriação. São vários fatos que destroem a natureza e o principal é a causa que interrompe o seu círculo, para descobri-lo é preciso ter coragem de pesquisar todas as áreas de produtividade do país, todo o setor de alimentação que se utiliza da terra, dos rios e dos mares, ver de perto a corrida pela descoberta de ouro e outros minerais, bem como pedras preciosas, cujas ações envolvem uso de produtos nocivos aos animais, como por exemplo, o garimpo e a extração de minérios, como esclareço com o extrato do site http://www.sonoticias.com.br/noticias/ :

“O assoreamento está sendo provocado pela extração mineral, que está sendo feita no “leito do rio”, de forma inconsequente e depredadora. As águas, em determinadas regiões estão escuras e os peixes desapareceram, tornando mais difícil a vida dos ribeirinhos. “ Aqui já teve muitos peixes. Agora, é muito difícil pegar um para comer” desabafou o pescador Antonio Raimundo Oliveira.
O Rio Peixoto, principal afluente do Rio Teles Pires, vivencia uma triste história, onde a natureza e o homem são protagonistas principais. De um lado, a natureza recompõe as suas belezas lentamente, de outro lado, o homem a destrói numa velocidade intensa.
Os garimpeiros, atrás do ouro, numa ganância famigerada, estão colocando balsas no leito do Rio Peixoto, a procura do ouro, e aos poucos estão destruindo a natureza de forma impiedosa. A degradação ambiental, causada por esses eventos, acabam por comprometer cada vez mais, os recursos hídricos renováveis.”

As indústrias não estão inocentes, pois até hoje ainda não apresentaram uma alternativa para que haja um desenvolvimento sustentável e juntamente com as industrias estão as Empresas de embarcações jogando óleo pelos rios e mares contribuindo para a morte dos peixes e, não só isso, poluem também o ar com seus gazes e aumentam a poluição sonora com suas máquinas barulhentas. Nesta ultima categoria não estão sozinhos, pois tem, os aplaudidos pelo povo: os bailes dos fanqueiros, pagodeiros, roqueiros, etc. Entretanto, agora com a campanha política aumentará ainda mais os barulhos autorizados pelos atuais prefeitos, a fim de ajudar seus candidatos sucessão. Chamo a atenção para a injustiça quando a única acusada e punida por fazer barulho é a Igreja Evangélica, pois a Igreja é multada e interditada por estar orando e louvando a Deus alto demais, enquanto a três ou cinco quadras da mesma tem um baile fazendo tudo que é ilícito e sendo aprovado por eles e por parte da sociedade corrompida pela política.

A educação é o maior problema do nosso país. Veja, se o Brasil tivesse aplicado recursos relevantes na educação, ou seja, salário, preparação, aperfeiçoamento, valorização perante a sociedade e respeitabilidade diante de seus alunos, bem como os alunos recebessem além dos ensinos de qualidades, alimentação, uniforme, material escolar, assistência médica-psicológica e assistência social, no início do governo civil, teríamos hoje jovens capacitados a proteger a natureza e a sociedade, sabendo praticar a reciclagem e serem formadores de pessoas e centros de reciclagem, desta forma podemos dizer que o erro do homem no início de sua existência, quando desobedeceu a Deus continua até hoje, só que com aspecto diferente.

Deus educou o homem para cuidar dos animais e lavrar a terra, para respeitar o ecossistema, mas veio o pecado e com ele a civilização (grupos organizados segundo seus propósitos) e o progresso (ganância), o capitalismo, ou socialismo, uma máscara para esconder seus verdadeiros propósitos. Sendo assim, vamos buscar retomar o amor pela natureza, lutar pela vida dos peixes no mar, ou no rio, lutar contra a caça esportiva, proibir o uso de armas e os vícios dos colecionadores, dizer NÃO para o crescimento que não respeita os critérios de proteção a natureza.
Gênesis
Capítulo 1
26 E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.
27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.
28 E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.
29 E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento.
30 E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi.
31 E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.
Capítulo 2
16 E ordenou o SENHOR Deus ao homem, dizendo: De toda a árvore do jardim comerás livremente,
17 Mas da árvore do conhecimento do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás.