sexta-feira, 1 de junho de 2012

Doce Cruz






As dores que me fazem sofrer nessa vida
Despertam-me mais a vontade da conquista
De ver todas as fortalezas contra mim destruídas
Pois fazê-las cair me vejo por Deus vingado

Também me faz ver meu Deus sendo glorificado
E não sedo pelos caprichos aos espinhos cravados.
São obras malignas criadas para não conseguir glorificar
Em Jesus Cristo que por mim quis se sacrificar.

Entretanto, nas Igrejas onde deveria sentir alegria,
A profanação fez no meu coração uma grande agonia.
Ali do púlpito assistia o teatro mais especializado,
Com os melhores artistas nos personagens encarnados.

Então movido pela VERDADE resolvo falar a verdade
E por quase todos apedrejado, sou agora sem validade.
Assim, Jesus Cristo foi trocado pelo deus da fortuna e do ócio,
Com orações e vigílias a aumentar riquezas com sacrifícios.

Por mais que seja a dor eu sinto a alegria de ter um salvador,
Um Deus que por mim sofreu, foi desprezado carregando a dor
Da humanidade extravida e cega, a ser conduzida por pastores,
Também cegos, ou altamente treinados para serem enganadores.

Quebrou todas as correntes do pecado e recuperou a honra
Perdida pelos prazeres com a prostituição e grandes loucuras.
Deixou-nos o ensino de que seriamos felizes após sofrer
A mesma injuria e perseguições, que Ele passou sem merecer.

A cruz que Jesus Cristo carregou era pesada e amarga,
Nela estavam os nossos pecados e muitas dívidas não pagas.
Agora a cruz que eu carrego é leve e acompanhada de instrução,
Para não sentir os pecados e as dívidas; e sim a emoção da salvação.