domingo, 29 de abril de 2012

A melhor técnica educacional






A natureza do homem é a grande dúvida em seu interior, a escolha do rumo em que vai dar a sua vida e isso acontece ao longo de sua existência, mas a maior delas é se vai dar ouvido a sua justiça ou a justiça de Deus. Observa que o homem nasce com uma visão egocêntrica estabelecida pela sua própria natureza e dependendo do período educacional essa fase pode perdurar toda sua existência.
A educação nasce junto com o homem, em extrato, do site exercitando saude, da informação do “ Dr. Salvador: Estudos modernos vêm nos mostrando que o feto cursa uma espécie de pré-escola intrauterina. Conforme ele vai se desenvolvendo, por exemplo, ao chegar no último trimestre, sua senso-percepção auditiva, visual e tátil está em pleno desenvolvimento.” Toda troca de experiência estabelecido primeiramente pelo próprio organismo do ser humano, o qual tem tudo pré-determinado. O princípio educacional está ai e busca nascer a partir dos pais e nos próprios, dia após dia, a cada minuto uma experiência é trocada. A magia da formação dos seres humanos está explicita para todos. O grande problema é que a educação é a transferência de uma cultura entre gerações, esta cultura tão difícil de ser significada pelos estudiosos da língua.
Existi muitas correntes ideológicas sobre a educação, em particular quero falar da teoria Neo-Humanista é uma síntese harmônica de liberdade e responsabilidade, misticismo e praticidade, racionalidade e criatividade. Através dela as crianças desenvolvem o autoconhecimento e o conhecimento objetivo. Não é apenas uma educação intelectual, mas uma educação do coração. Além deste extrato temos outra visão a partir de fragmentos de textos: “ estimula a participação ativa nas mudanças sociais positivas. Os estudantes necessitam desenvolver uma consciência social e um sentido de justiça, para dessa forma discernir as estratégias de manipulação e os sentimentos discriminatórios que causam sofrimento a todos os seres.”Assim podemos enxergar mais os ensinos humanos entregues e ordenado pelo Senhor Jesus Cristo no Capítulo 28 do Evangelho do Apóstolo Mateus, no último versículo,” Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado.”
As dificuldades provocadas pelo egoísmo, uma falha na educação gerada pelo descuido dos pais ao criar seus filhos, agora comprovado desde a vida intrauterina, não respeitando os conceitos éticos na transição da infância para a fase adulta, criou um estado de espírito cansado de tanta opressão por ter faltado no processo educacional o conhecimento de afeto, respeito, carinho e religiosidade, falta da palavra de Deus.
O princípio natural do homem é em se auto proteger e tirar benefícios de tudo o que puder e tal afirmação tomo como referência, a priori, esses versículos bíblicos: a) "Mas todos nós somos como imundo, e nossa justiça como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebata (IS 64:6)"; b) "Não conhecem o caminho da paz, nem há justiça em seus passos; fizeram para si veredas tortuosas; todo aquele que anda por ela não tem conhecimento da paz (IS 59:80)". Fica claro que o homem não tem condições de fazer justiça, nem de entendê-la sem o apoio do Espírito de Deus, com isso quero afirmar que o educador é um sacerdote, que os pais devem ser educadores capacitados por Deus, para que consigam ensinar o amor aos seus filhos e inseri-los na sociedade cheio de valores humanos, sei ser tal entendimento alto demais para o ser humano.
Para elucidar o assunto tenho a ajuda do extrato do site Escola Neo-Humanista a afirmação que a “educação estimula a participação ativa nas mudanças sociais positivas. Os estudantes necessitam desenvolver uma consciência social e um sentido de justiça, para dessa forma discernir as estratégias de manipulação e os sentimentos discriminatórios que causam sofrimento a todos os seres.” Dentro da visão deste site compreende-se a preocupação do espírito de buscar solucionar os problemas na formação social criando o sentimento de justiça. Suas preocupações mostram a compreensão da tendência do homem para um só caminho: a injustiça e o fim é serem conduzidos pelas suas iniquidades e assim vir a ser escravos de seus vícios, de suas sexualidades, de suas ambições.
Por não terem conhecimento do caminho da paz, construíram suas próprias leis traçando caminhos que só são retos aos seus olhos. Contradiz assim suas teorias e técnicas educacionais quando não apoiadas em conceitos teológicos ortodoxos.
A Bíblia nos afirma que existem justos na terra nos trazendo o entendimento de pessoas que nascem com um espírito excelente. Na Epístola do Apóstolo Paulo aos Romanos capitulo 2 e versículos 14 e 15 temos o ensino do Apostolo: “14 Porque, quando os gentios, que não têm lei, fazem naturalmente as coisas que são da lei, não tendo eles lei, para si mesmos são lei; e 15 Os quais mostram a obra da lei escrita em seus corações, testificando juntamente a sua consciência, e os seus pensamentos, quer acusando-os, quer defendendo-os; essa afirmação mostra que sendo pessoas que não conheciam as leis judaicas as cumpriam normalmente, mesmo sem ter qualquer ensino ou contato com o povo de Israel. Vemos a educação socializando e trazendo o sentimento de justiça em homens tementes a Deus, homens verdadeiramente adoradores do Altíssimo, como exemplo temos os seguintes versículos: "a)...Noé era homem justo e perfeito em suas gerações; Noé andava com Deus. (GN 6:9)"; b) "E chegou-se Abraão, dizendo: destruirás também o justo com o ímpio?(GN 18:23)"; c) "Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus e o que não serve. (ML 3:18)".
Em uma observação clara da Bíblia vemos Noé sendo declarado justo, e não foi somente ele, temos outros personagens bíblicos, os quais poderão ser citados durante o transcorrer deste comentário. A declaração de justo foi feita pelo próprio Deus, mostrando uma intimidade com o Senhor da Glória, e percebe-se que Noé não tinha tal pretensão, isso aconteceu também com Jó, conhecido popularmente pela sua paciência, o qual se viu obrigado a relatar sua vida aos seus amigos, que o visitaram para o acusar de estar em pecado. A justiça prevaleceu na vida de Noé que foi salvo da inundação do mundo e de Jó que teve a recuperação de tudo o que perdeu. A justiça é exclusividade do justo, daquele que foi educado pelo Espírito de Deus a amar o seu Criador e ao seu próximo, o justo é protegido por Deus e por isso prevalece sempre. O livro de Salmos número 37 e versículo 25 afirmam: "Fui moço e agora sou velho; mas nunca vi desamparado um justo, nem a sua semente a mendigar o pão."
O desejo de todo homem é a justiça, mesmo sendo injusto o tal quer justiça. Este sentimento se torna paradoxo, uma vez que ele também pratica injustiça. A grande questão está na cegueira espiritual e cultural do pleiteante, não se dá conta de que se for colocado na balança acabará condenado. Diante do quadro social em que a corrupção tomou conta de todos os setores de nosso país, até mesmo no judiciário, o grito da sociedade hoje é justiça, exigindo resposta aos crimes praticados pelo seu próximo.
Entretanto, tem dúvidas de qual deve ser a punição e se fere os conceitos do povo, em sua totalidade, e aos Cristãos a punição com a morte. A pergunta que fala mais alto do que o grito da sociedade é: isso é justiça ou vingança? Então nós nos perguntamos: Deus vinga? "O Senhor é Deus zeloso e vingador; o Senhor é vingador e cheio de furor; o Senhor toma vingança contra os seus adversários; e guarda a ira contra os seus inimigos, esta afirmação está registrada no Livro do Profeta Naum capítulo 1 , versículo 2”.
A vingança é justiça quando parte de Deus; só o Criador do universo e de tudo quanto neste existe pode fazer justiça em toda plenitude vingando os seus servos, os pobres e oprimidos, os órfãos e viúvas. Pois só Ele tem o domínio, a balança perfeita, a medida perfeita. Jeová é o Senhor da Justiça, onisciente, onipotente e onipresente. Deus tem a medida exata. Os homens confundem justiça com vingança, entretanto Deus deu ao homem o poder de julgar sua tribo, sua nação, embora essa realização de justiça, quase sempre, nada tem haver com justo código de Deus. Muitos acreditam que há uma ligação entre as decisões dos homens e a de Deus, e até citam Mt 18:18 "Em verdade vos digo que tudo que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu". O texto em Mt 18:18 fala da doutrina cristã e menciona implicitamente a misericórdia, para aquele que se arrepende quando admoestado pelo seu irmão, ou seja, não deve haver intenção de condenar o que pecou e sim reconduzi-lo ao caminho certo.
A misericórdia é um desafio para o homem e um dos requisitos para a salvação, na oração que o Senhor Jesus, O VERDADEIRO EDUCADOR, nos ensinou dizendo: "E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;" (Mt 6:12). Se a condição explicita na oração é esta, perdoar para ser perdoado, como podemos afirmar que vamos para o céu sem perdoar os nossos ofensores? Como podemos afirmar que a nossa oração está sendo ouvida? Os nossos desejos de vingança são terrivelmente grandes, e é a prova de um grande paradoxo. Queremos até mesmo que um irmão que nos ofendeu morra, ou adoeça, ou aconteça algo ruim com um de seus parentes. Isto é terrível! O Salmo 6:2 diz: "tem misericórdia de mim, SENHOR, porque sou fraco; sara-me, SENHOR, porque os meus ossos estão perturbados."; e em 1Pe 2:23 "O qual, quando o injuriavam, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente;". Se Jesus entregou a ofensa ao Deus Pai, por que faríamos diferente? Jesus perdoou os seus algozes, por que não perdoamos também? Que Deus nos ajude a compreender os seus mistérios e entrarmos pela porta estreita.



sexta-feira, 27 de abril de 2012

Observação de uma andorinha





Sinto uma brisa suave em meu rosto,
Vejo as árvores dançando diante de mim,
Ouço um cântico mais elevado que meu gosto,
Bato as asas feliz, pousando em um galho sem fim.

Conheço esse início cheio de melodia...
Na vida que tem ruas cheirosas e floridas,
Sorrisos e brilhos nos olhos todos os dias
E o cantar dos pássaros alegrando a vida.

Trabalha a formiga firme, elétrica e alegre
Da mesma forma os outros animais vivem,
Ouço a conversa das plantas totalmente entregues
Às maravilhas da natureza que breve vem.

As chuvas caem fortes e com raios terríveis
Os pássaros abrigam-se muito tranquilos
As formigas já tem alimentos dentro dos níveis
Com as proporções matemáticas e muito estilo...

As águas arrastam isso e aquilo,
Mas nem um animal foi pego desprevenido.
A chuva violenta é uma musica para o prevenido.
Lá do outro lado porém ouço algo esquisito...

Sai do abrigo e fui ver o que era aquilo
Eram os animais inteligentes, que não foram prudentes.
Tornaram o século mais quente e obstruíram praias e rios.
Entre os morros e os rios fizeram prédios elegantes.

Agora gritam por socorro e agente não entende.
Por que não estão seguros e felizes os dominadores?
Sei que seus produtos mataram muitos dos nossos habitantes.
Mas agora não há músicas, nem danças, nem o rufar dos tambores.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Ponto de vista sobre o Líder Cristão




O amor é a melhor ferramenta de liderança ensinada e exemplificada pelo Senhor Jesus Cristo, quando em seu convívio com seus discípulos Ele mesmo serviu seus alunos, lavou os seus pés, comeu e bebeu à mesma mesa com eles. Deixou claro o repúdio pela diferença entre as pessoas quando pediu água à samaritana. Nessa base doutrinária foi estabelecida a Igreja primitiva trabalhando sobre dois pilares: Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; e o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes.
Hoje as Igrejas estão cheias de generais sem farda, creio ser resultado do forte desejo do poder, ou de um sonho frustrado de não ter almejado a carreira militar. Notamos o uso do poder ser posto em prática de forma absurda e desmedida. Vemos, assim, no pastor, no padre, ou em um líder religioso qualquer, um comandante e no membro, ou seguidores, um soldado pronto a ser punido se quebrar as regras impostas. Mas, para o cristianismo nós chamamos de dogmas, liturgia a ser cumprida durante o culto. Assim, com esta prática contraria completamente as recomendações registradas nos textos Bíblicos:
1Pe 5.1-4.
1 AOS presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar:
2 Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto;
3 Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.

Encontramos na Bíblia informações interessantes sobre comandantes (os patriarcas, juízes, e reis), lideres postos por Deus para exercerem autoridade de estadista. A presença constante das palavras no velho testamento: exército, poder e comando, colocadas na escritura, como uma linguagem de signos tem uma forte mensagem pedagógica ao povo de Deus, a fim de que associem com o propósito do Senhor em colocá-los, em um quadro simbólico de lutas espirituais semelhante, dando-lhes assim autoridade contra os inimigos espirituais da mesma forma que fez com o povo de Israel. O fato dos termos “exército”, “general” e “soldado” serem constantes nas mensagens escritas e verbais no círculo evangélico, por verem de forma isolada e se referirem ao exército de Deus que, quando não usados de forma metafórica, são na verdade os anjos formados de forma hierárquica, a expressão General dos generais que é destinada unicamente ao próprio Deus, também chamado de o Deus VIVO, e por fim a palavra soldado surgindo sempre se referido aos homens que compunham aos exércitos formados pelas nações com o propósito de defesa nacional. Os tais simbolizam os crentes de modo geral, os cristãos propriamente ditos. Temos ainda a comparação do encontro do noivo e sua noiva para nos lembrar do encontro no dia do arrebatamento em que Cristo se une a Igreja, no que diz respeito ao amor, ao compromisso, a fidelidade, a intimidade e a autoridade. Entretanto vemos em tais termos o uso indiscriminado por parte dos lideres evangélicos, dando sentido antagônico ao proposto.
Apocalipse 19
7 Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou.
I Samuel 1
11 E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao SENHOR o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha.

Com o comportamento autoritário, fazendo do microfone sua ferramenta de guerra e a Bíblia de correntes e chicotes trouxe aflições, tristezas, ansiedades e depressão, provocadas pela dúvida criada pelas mensagens cuja interpretação única é a dele, semelhante ao tempo da Santa Inquisição, método de tortura da idade média, onde buscava-se a confissões de culpas a qualquer custo. Isto provocou a desilusão no crente sincero, temente a Deus, zeloso pela Sagrada Escritura. Vendo-se rodeado por tantos homens e mulheres amantes de si mesmos, de líderes audaciosos, presos à carnalidade, os quais chegam até mesmo defender o pecado dos membros bem sucedidos na sociedade e cheios de privilégios dados por sua prosperidade às vezes até mesmo de origem duvidosa, resultado do capitalismo globalizado.
1Temoteo 4.1.
1 MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;
2 Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;

O relacionamento dos cristãos nos dias de hoje foi alterado, pois ninguém aceita razões apresentadas por não ter comparecido ao culto (um pseudopecado), tais como: 1 - eu me senti mal (isso não basta tem que dizer qual é a doença e documento médico); não o bastante às vezes, chega a declarar que o mesmo encontra-se em pecado por viver doente - apoio zero; 2 - estava trabalhando, estou estudando (se for para uma prova piorou, o mesmo já está condenado), em fim tem que dizer de qualquer maneira os detalhes, mesmo que sejam sórdidos. Não basta o membro dá satisfação de sua vida, tem que contar tudo, talvez alguém diga: eu nunca vi isto! De fato você pode nunca ter visto, mas já sentiu que alguma coisa errada está acontecendo na vida daquele companheiro de fé já ausente das atividades da igreja a semanas, ou já percebeu a ordem, a crítica, as mensagens soltas relatando a vida de alguém. Examine o homem a si mesmo. 1Co 11.23-29.
A ordem que consta na Igreja primitiva é simples, não adulterar, não adorar outro Deus, não comer alimentos sacrificados a ídolos, e não comer sangue, tais ordens foram dadas aos gentios devido a pressão doutrinária dos judaizantes, judeus convertidos ao cristianismo que viam como afronta a Deus ter pessoas de outra nação comendo junto com eles, ou não ter realizado a circuncisão, nem guardar o sábado (Ler Atos 15). Veja a simplicidade da ordem dada pelos Apóstolos em uma reunião em Jerusalém, resolveram o problema facilmente sem provocar divisões, sem por cabrestos nas pessoas. Por que os atuais líderes complicam tanto? Por que tantas ordens são dadas ao povo de Deus? Por que vigiar os passos dos santos, se Deus tudo assiste? Por que escolher o melhor lugar de adoração se o coração é o mais verdadeiro e maior altar para apresentar sacrifícios a Deus. Paro aqui, não vou falar de outros assuntos, se não serei chamado de rebelde, ou filho do inimigo de Deus, inimigo da igreja deles...
Atos 15
17 Para que o restante dos homens busque ao Senhor, E todos os gentios, sobre os quais o meu nome é invocado, Diz o Senhor, que faz todas estas coisas,
18 Conhecidas são a Deus, desde o princípio do mundo, todas as suas obras.
19 Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus.
20 Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue.

O desejo do ser humano desde sua tenra idade é dar ordem e ter controle da vida do próximo e isso você vai constatar no livro de Gênesis, entre outros. Por isso te convido a orar, a resistir aos malfeitores, a dizer não para o sistema, a não sair da sua Igreja, mas crer que o Senhor fará justiça e trará renovo, a praticar as escrituras fielmente, ir a Escola Dominical, mas não deve crer que aquele professor é o detentor da verdade, lembre-se: o comentarista é um homem, o professor também é um homem e eles podem errar. Entretanto, o Espírito Santo nunca errou e não errará jamais. Não sou simpatizante da Igreja dirigida por revelação, mas creio no que disse o Apostolo Paulo: “examine tudo”, “orai sem cessar” e “em tudo daí graças”.
Nunca devemos desistir, pois os mentirosos serão punidos e os justos irão morar com Cristo na glória.
Apocalipse 22
14 Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.
15 Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

O teatro, a vida e fim






A cortina se abre lentamente
E aos poucos vão aparecendo
Cada um com a sua cara e veste
Guiados pelos olhos que segue lendo.

O público alvo está aqui, está lá,
Pode ser um ou até milhares
O que importa? Ouvirão a fala.
Talvez não haja fortes olhares...

Mas o meu show é particular
E muito singular, mas orgulhoso.
Quero que o único me faça brilhar
E que a multidão ache escandaloso.

O que quero é aparecer e agradar
Com a minha máscara o esconderijo,
Que com certeza o povo não descobrirá.
Vamos! Vamos! O drama é o meu estilo!

Convenço trazendo lágrimas e ganho tudo
Sem barganhas, fazendo muita fama.
Uma palavra e pronto! Todos e o mundo
Estão de pé em aplausos e o meu nome chama.

Quando quero faço comédia com suas vidas
Toco em suas feridas e me abraçam a gargalhadas.
Falo de seus defeitos e não há brigas
Assim me sinto imbatível, o dono da ilha.

O continente de um povo bobo e contente
Que não enxerga a ironia do dia a dia
E restrito virou uma ilha cercada por ignorantes
Singrados pela hipocrisia da cortina que abria.

Um teatro, o mundo é um teatro
Com suas cortinas dividindo suas classes.
Do pecador ao sacerdote a troca de hábito,
Da alta sociedade a plebe o cheiro do enlace.

O primeiro ato termina e meus olhos atentos
Buscam nas páginas a nova mentira acolhedora
A cortina traz aos fracos e bajuladores o alento,
Para que aos perfumes e sedas viva a alma sonhadora.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Conclusões solitárias





Em uma noite sem perfume,
Tem sempre um vaga-lume.
Em um dia claro de céu aberto,
Não há uma alma por perto.

Em um dia de muita festa,
Não existe alguém que presta.
Em uma semana de muita dor,
Há alguém que lhe dê uma flor.

Em uma madrugada fria que te faz tremer,
Entretanto, não tem alguém para te aquecer.
Em um sol escaldante, com sua boca seca,
Nenhuma alma lança-te água e te refresca.

Assim mesmo, com esta dor. Nunca desista.
A vida tem remédio, apesar dos maus. Acredita!
Na dor, ou o que for, em teu coração sempre resista!
Há um paraíso; utopia? Na tua verdade, nesta acredita!

Libertação da doença interior






Olhar, amar e sentir...
Cheirar e deglutir e pensar...
Falar, ouvir, analisar...
Querer, desejar, partir...

Vi e não disfarcei e então busquei
Aroma com sabor e ruminação.
Gritos bem fortes e despertar a percepção,
Então busquei forte e me procurei,

Despir-se do eu secretamente...
No ar a verdade que não quer calar.
O barulho forte faz o tímpano abalar
No silêncio corri, porém timidamente.

Chegou à luz e o vento no meu rosto, só emoção!
Águas refrescam a alma no espaço enegrecido.
A remoção do improvável acordou com tudo limpo.
Então lentamente parei diante do espelho do coração.

Pois olhei e amei porque senti a presença do mais belo.
Senti o cheiro do prazer que traz o mar.
Confessei e ouvi o coração: a natureza deve amar.
Porém incapaz de me revelar, o mestre veio me salvar.


sábado, 7 de abril de 2012

A verdadeira páscoa que todos merecem.



Não existe vida sem alegria, sem amor, sem riqueza (ou relativa fartura), pois a vida já nos mostra na sua expressão a explosiva e histórica, neste mês em que muitos países comemoram a páscoa. Neste evento muito rico de comentário, pois começa a primeira páscoa registrada em Êxodo capítulo 12, usando como simbolismo o sangue:
1 E FALOU o SENHOR a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo:
2 Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.
3 Falai a toda à congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família.
7 E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem.
Olhando para a história encontramos um povo vivendo de forma escrava, sofrendo, sendo contaminados pelos pecados do Egito, abandonando a fé lentamente. Até que Deus põe dentro da corte egípcia um hebreu, povo desprezado pela sua pobreza etimológica, um menino cujo nome é Moises – significado: salvo das águas – veio a ser o salvador daquele povo sofrido. Mas, não foi assim o início de tudo, tinha Deus um propósito de VIDA abundante e eterna para a humanidade.
No livro de Gênesis mostra o primeiro casal de uma incontável multidão com vida eterna e por isso sem pecado, tendo corpo de natureza animal seriam como anjos, com prazer eterno em todos os sentidos, habitando na terra vivendo o verdadeiro amor em todos os significados, sendo Ágape com sentido central e controlador de todos os sentimentos e isso dentro do homem mesmo. Sem interferência alguma.
Deus sofrendo a dor que nenhum de nós pode imaginar se preparou para o provável: a desobediência. Pois deixou um teste para a criatura mais abençoada da eternidade, uma árvore simbólica e o anjo condenado à solta. O anjo teve tudo, até mesmo o quarto poder no Reino de Deus, segundo algumas correntes teológicas. Vamos denominá-lo daqui por diante de satanás, este ser conseguiu confundir a cabeça de Eva gerando dúvidas e desta forma a fez pecar.
No mesmo livro de Gênesis no capítulo 3:15 encontramos a promessa da vinda do Salvador da humanidade e desta vez seria com o derramamento do sangue do próprio filho de Deus. Fato bem explicado no livro do Profeta Isaias e vivido pelos Apóstolos e quinhentas pessoas cristãs, testemunhas merecidas de destaque, por ter presenciado a ascensão de Jesus Cristo ao céu, após ressuscitado e glorificado,ficando a direita de Deus até o julgamento da humanidade.
Vamos nos lembrar daquele dia que o Senhor dos senhores foi espancado, cuspido, esbofeteado, coroado com uma coroa de espinhos, obrigado a carregar a própria cruz, condenado como malfeitor e crucificado no meio de malfeitores, foi à consumação da pascoa quando deu seu suspiro e entregou a alma ao Pai. “Ato narrado tantas vezes explicado para os discípulos, sem lograr entendimento dos mesmos, em liturgia realizado, onde repedia:” (Evangelho de Marcos 14:24) E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado.”
O sangue que marcou os umbrais da porta, para que a morte não se apoderasse de Israel, agora está marcando a todos que creem na morte e ressurreição de Jesus Cristo, aceitando-o como único salvador. Esse sangue é a vida que você e eu merecemos.

Confronte com todas as anotações feitas por mim deixo claro ao leitor que o critério de escolha dos textos foi à confirmação dos mesmos depois de colocados em paralelo ao conhecimento pessoal, 30 anos de estudos e prática da Bíblia, de tudo que gira em torno e da fé, não deixei de analisar alguns textos no Google. Assim aprovei e exponho a todos.


Nota: Para outros significados, veja Lúcifer (desambiguação).
Lúcifer (em hebraico, heilel ben-shachar, הילל בן שחר; em grego na Septuaginta, heosphoros) é uma palavra do Latim (lucem ferre) que quer dizer "portador de luz", representa a estrela da manhã (a estrela matutina), a estrela D'Alva, o planeta Vênus,[1] mas também foi o nome dado ao anjo caído, da ordem dos Querubins, como descrito no texto Bíblico do Livro de Ezequiel, no capítulo 28. Nos dias de hoje, numa nova interpretação da palavra, o chamam de Diabo (caluniador, acusador), ou Satã (cuja origem é o hebraico Shai'tan, que significa simplesmente adversário).
Nota: Para outros significados, veja Vida (desambiguação)
A vida (do latim vita)[1] é um conceito muito amplo e admite diversas definições. Pode-se referir ao processo em curso do qual os seres vivos são uma parte; ao espaço de tempo entre a concepção e a morte de um organismo[2]; a condição de uma entidade que nasceu e ainda não morreu; e aquilo que faz com que um ser vivo esteja vivo. Metafisicamente, a vida é um processo contínuo de relacionamentos.[3]
Uma definição convencional-biológica

Uma definição convencional-biológica
Por mais simples que possa parecer, ainda é muito difícil para os cientistas definirem vida com clareza. Muitos biólogos tentam defini-la como um "fenômeno que anima a matéria".[4]
A água é uma substância essencial para a vida
Por mais simples que possa parecer, ainda é muito difícil para os cientistas definirem vida com clareza. Muitos biólogos tentam defini-la como um "fenômeno que anima a matéria".[4]
De um modo geral, considera-se tradicionalmente que uma entidade é um ser vivo se exibe todos os seguintes fenômenos pelo menos uma vez durante a sua existência:

Livro de Jó Capitulo 1
1 ENTÃO respondeu Jó ao SENHOR, dizendo:
2 Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido.
10 E o SENHOR virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o SENHOR acrescentou, em dobro, a tudo quanto Jó antes possuía.

Notas ( Origem Wikipédia, a enciclopédia livre):
Moral deriva do latim mores, "relativo aos costumes". Seria importante referir, ainda, quanto à etimologia da palavra "moral", que esta se originou a partir do intento dos romanos traduzirem a palavra grega êthica.
E assim, a palavra moral não traduz por completo, a palavra grega originária. É que êthica possuía, para os gregos, dois sentidos complementares: o primeiro derivava de êthos e significava, numa palavra, a interioridade do ato humano, ou seja, aquilo que gera uma ação genuinamente humana e que brota a partir de dentro do sujeito moral, ou seja, êthos remete-nos para o âmago do agir, para a intenção. Por outro lado, êthica significava também éthos, remetendo-nos para a questão dos hábitos, costumes, usos e regras, o que se materializa na assimilação social dos valores.

Jó ou Job (em hebraico: אִיּוֹב), cujo nome significa voltado sempre para Deus,[1] é um personagem de um dos livros mais antigos da Bíblia, isto é, o Livro de Jó do Antigo Testamento. De acordo com a tradição teria vivido na terra de Uz, onde atualmente se encontra o Iraque. Não se sabe ao certo quando viveu,pela ausência de evidências e pela narrativa biblica do mesmo se apresentar mais como uma poesia épica do que um relato factual, sua existência como pessoa histórica é motivos de muitos debates principalmente entre rabinos interpretes do torá.
A História
Nasceram-lhe sete filhos e três filhas (Jó 1:2). Possuía ele sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois e quinhentas jumentas, tendo também muitos servos; de modo que este homem era o maior de todos os do Oriente (Jó 1:3).
Chegado o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também Satanás entre eles. Disse o Senhor a Satanás: "Notaste porventura o meu servo Jó, que ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus, e se desvia do mal?" (Jó 1:6,8). Satanás, entretanto, desafia a integridade de Jó, e então Deus permite que Satanás interfira na vida de Jó, resultando na tragédia de Jó: a perda instantânea de seus bens, de seus filhos e de sua saúde.
Jó, porém, não blasfemou contra Deus, mas, ao invés disso, ele se levantou, rasgou o seu manto, rapou a sua cabeça e, lançando-se em terra, adorou ao Senhor; e disse: "nu saí do ventre da minha mãe, e nu tornarei para lá. Deus me deu, e Deus tirou; bendito seja o nome do Senhor" (Jó 1:20-21).
Deus permitiu que Satanás ferisse Jó de úlceras malignas, desde a planta do pé até o alto da cabeça. (Jó 2:7)
Após a narração desses fatos, sucederam debates entre Jó e seus amigos (Elifaz, Bildade e Zofar) sobre a grandeza dos propósitos da divindade e sobre os mistérios da vida humana e sua culpabilidade. Ao final, Deus aparece a eles e repreende-os, e Jó fala: "Antes eu Te conhecia de ouvir falar, mas agora meus olhos Te veem".
E Deus virou a situação de Jó, enquanto ele orava pelos seus amigos, e o Senhor devolveu a Jó em dobro a tudo quanto antes possuía de bens materiais, além de vir a ter outros sete filhos e três filhas, as quais vieram a ser consideradas como as mais belas da época. E quanto a Jó, ele viveu cento e quarenta anos, e morreu velho e farto de dias.




quinta-feira, 5 de abril de 2012

Verdades do sensualismo no relacionamento

Verdades do sensualismo no relacionamento

Não devemos ignorar a sensualidade existente da mulher para com seu marido, bem como do marido para com sua esposa. O prazer buscado pelos casais está longe de ser pecado, aliás, nunca foi pecado, como alguns líderes tentam passar para as suas ovelhas (crentes membros), chegam até mesmo a proibir a depilação, o uso de perfumes, algumas cores de calcinhas e até mesmo não ter relações no dia em que participará do ritual mais importante para o cristão, a “Santa Ceia”.

Alguns casais nunca viram o corpo um do outro e isso durante muitos anos de casados, devido a doutrina da igreja, se algum amigo, crente, ou não, tentar falar sobre o assunto é expulso do seu convívio classificado como demônio personificado.

O início a doutrina parece dá certo. Os crentes desta denominação assumem postura fervorosas e com autoridade falam da doutrina da igreja e também pregam que a salvação das pessoas deve ser através do Senhor Jesus Cristo, esta última estão completamente certos e, particularmente, deixo registrado o meu desejo de que todos os crentes tenham a mesma autoridade para anunciar a salvação em Jesus Cristo.

Entretanto, com o tempo o corpo dos cristãos vai sentindo que existem necessidades maiores, começa assim o aviso das glândulas pedindo mais atenção, bem como o lado psicológico, também, afetado pela ausência do sentimento a ser manifestado por um conjunto de atividades físicas, como por exemplo: carinho, beijo, elogio, necessidade de se sentir cobiçada(o), uma palavra estimulando o ego masculino ou feminino. Esse conjunto é fundamental em um relacionamento.

Nota do extrato do site Instituto KAPLAN: http://www.kaplan.org.br/sosex.asp
Fazer sexo é da natureza humana. Ninguém precisa ensinar ou aprender a identificar um estímulo sexual. A gente simplesmente percebe que algo aconteceu no nosso corpo e gerou um desejo sexual. Tal fenômeno é fisiológico. O estímulo sexual ativa uma área do nosso cérebro, o sistema límbico, que é responsável pelos mecanismos de recompensa do nosso organismo, e este, por sua vez, só é desativado quando o desejo é satisfeito.
Assim, para a prática da abstinência sexual, a privação de estímulo sexual no namoro é fundamental. Em tempo: abstinência sexual significa não experimentar nenhuma intimidade ou não ter nenhuma atividade sexual, principalmente a relação sexual.


O stress e a nutrição são importantes fatores na vitalidade sexual, sendo o stress, particularmente o stress mental na forma de preocupação, trabalho em excesso e problemas financeiros podem interferir com a energia sexual e sua expressão na forma de desejo. Por outro lado, os problemas sexuais podem ser a fonte de ansiedade e infelicidade.
O que é NORMAL em sexo ?
Por definição médica, é considerado normal qualquer prática ocorrida entre pessoas adultas, sob o ponto de vista físico e psicológico, na privacidade, com aquiescência mútua e desde que não cause prejuízo físico ou psicológico a nenhum dos dois.
Para uma saudável função sexual temos que estar com as funções orgânicas em perfeito funcionamento e um equilíbrio no sistema endócrino, produzindo os hormônios necessários. A baixa função da Glândula Hipófise pode levar a uma diminuição no desenvolvimento dos órgãos sexuais, a menopausa precoce nas mulheres e a impotência nos homens. As glândulas Supra-Renais apresentando deficiência podem reduzir o desejo e a potência para o sexo e aumentar a sensibilidade ao stress. Certas disfunções da glândula Tireóide podem causar uma perda do desejo ou capacidade para o sexo. No homem, a baixa função testicular reduz o interesse sexual e a produção de esperma. Nas mulheres, baixos níveis de estrogênio reduzem a maturidade sexual, reduz o tamanho das mamas e retarda a maturação dos óvulos. O desequilíbrio entre o estrogênio e a progesterona também pode causar uma série de sintomas relacionados com o desejo sexual.
Analise e veja com muita atenção o que falam os profissionais médicos, psicólogos, psiquiatras e teólogos sobre o assunto, não vamos ficar preso à pregação de homens e mulheres desestabilizados emocionalmente, basta você analisar a família deles, em especial a esposa, a qual, por mais artista que seja, sempre deixa escapar no olhar e no falar a tristeza que sente. Deus nos chamou para sermos felizes, livres, fieis e responsáveis pelos nossos atos.
O Apostolo Paulo dá o seguinte ensino sobre a atividade sexual: I Coríntios 7
1 ORA, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher;
2 Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido.
3 O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido.
4 A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.
5 Não vos priveis um ao outro, senão por consentimento mútuo por algum tempo, para vos aplicardes ao jejum e à oração; e depois ajuntai-vos outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência.
O Apostolo Paulo passa nesse ensino uma visão clara, que nem todos podem ficar sem relação sexual, ou seja, se existir alguém deve ter uma classificação científica – assexuada – a única forma existente, salvo um comentário específico de alguém profissional no assunto. O Apostolo continua dando regras para os casados e isso é para fazê-los fugir do adultério ou prostituição.
O Rei de Israel Salomão faz vários cânticos poéticos e provérbios mostrando o encanto sedutor da mulher para o homem e da mesma forma o encanto sedutor do homem para mulher, nota-se que não faz apologia ao homossexualismo, aliás, ele ignora. Veja em Provérbios 5:19 “Como cerva amorosa, e gazela graciosa, os seus seios te saciem todo o tempo; e pelo seu amor sejas atraído perpetuamente”. Está claro o relacionamento emocional e físico dos dois, onde o homem deixa claro onde ele toca e se deleita na anatomia da amada. Os oriundos do puritanismo tentam apagar todos os textos Bíblicos que traz a luz a verdade, vamos ver outros:
Cantares 1:13 “O meu amado é para mim como um ramalhete de mirra, posto entre os meus seios.
4:5 Os teus dois seios são como dois filhos gêmeos da gazela, que se apascentam entre os lírios.
7:7 A tua estatura é semelhante à palmeira; e os teus seios são semelhantes aos cachos de uvas.”
Fica claro que esse artigo não tem o propósito de defender os homens que vivem cobiçando as mulheres de bela anatomia, bem como, não aprovo a exposição do corpo como prática de sedução, seja do homem para com a mulher, ou da mulher para com o homem. Pois este ato é reprovado pela Bíblia, registrado em I Timóteo 2:
9 Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos,
10 Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras.





terça-feira, 3 de abril de 2012

A natureza fala do amor na vida.



Encontramos em uma flor
Um pequeno e lindo pássaro,
Que carinhosamente num beijo
Suga o saboroso néctar do amor.

Vejo uma pétala a voar
Lindamente, que me fala de carinho.
O vento bate no rosto e me acorda,
Ensina-me a harmonia existente no corpo.

Pássaros, borboletas vejo cantos e danças.
Flores, perfumes, belezas verde, muitas cores.
Carícias, abraços apaixonados, muitos sabores...
Assim, apreendo que o sentimento se alcança.

A vida se mostra esplendidamente em arte;
A arte desperta todos os escondidos belos sentidos...
Na natureza o palco é pureza e grande alegre
Interpretação natural dos habitantes belos e tímidos.

Em uma divina apresentação teatral
Onde o show jamais visto é a vida, na entrega
Do amor, da felicidade, da dor e êxtase triunfa...
Da semente, do pólen, da seiva a produção fantástica.

Assim, mostra-nos uma beleza incontestável,
Forma-nos a vida em estilo de amor e prazer.
Assim como os mistérios do mar, o homem é inigualável.
Logo, não penso no fim, mas tudo posso compreender.



segunda-feira, 2 de abril de 2012

A C R Ó S T I C O


S erá que existe alguém que nada sinta?
E u já vi pessoas dizerem que são frias,
N ada sentem, não se importam e não ligam para coisa alguma.
T udo bem. Todas as pessoas têm o direito de enganar.
I ntuição todos nós temos, assim nada passa despercebido!
M ostram-se fortes e acima de todos, mais seus olhos falam.
E ngana-se o homem quando pensa ser mais forte que o seu interior...
N inguém pode se manter longe do ódio, ou do amor; é impossível!
T anto faz o que fala o homem; a verdade está na cara...
Ó dio todos sentem, mesmo quando escondido dentro da falsa sinceridade.
S e o amor fosse uma escolha, a justiça não existiria para todos.